Volta às aulas: especialistas avaliam como deve ser conduzida a adaptação escolar na primeira infância

29/01/2021

Segundo profissionais da educação, família e escola são importantes facilitadores, especialmente neste período de pandemia

 

Iniciar a vida escolar ou até mesmo frequentar uma nova escola é uma mudança significativa na vida das crianças. Conhecer outras pessoas, criar vínculos e ter uma nova rotina pode ser difícil se não for trabalhada da forma correta. Especialistas afirmam que, antes mesmo da volta às aulas, é necessário que os pais ou responsáveis comecem a organizar a logística de adaptação do filho, principalmente neste período de pandemia. 

 

Fazer ajustes nos horários de sono e das refeições dos pequenos é considerado o primeiro passo para que eles se adaptem ao dia a dia escolar. "Dependendo da hora em que a criança for estudar, a família deve ir organizando o sono dela com alguns dias de antecedência e ir reajustando o horário do café da manhã, almoço, lanche e jantar. Dessa forma, é possível evitar com que ela tenha dificuldades na hora de ir para a escola", explica a psicóloga da Educação Infantil do Colégio Nossa Senhora das Neves, em Natal, Nadja Medeiros.

 

“É muito importante evitar mudanças abruptas, como a retirada da chupeta, fralda, mamadeira ou algum objeto que a criança seja apegada, principalmente as que estão iniciando a vida escolar. Além disso, é aconselhável inserir o filho nos preparativos para as aulas, desde a escolha do material até a preparação da mochila”, acrescenta a psicóloga.

 

Neste período de pandemia, em que muitas escolas seguem o formato de ensino híbrido – modalidade que combina aulas presenciais e remotas -, aumenta a preocupação com a importância da parceria entre família e escola.

 

Para a pedagoga e coordenadora pedagógica Educandário Jesus Menino, em Currais Novos. Dag Wênia Costa, além de fazer a diferença na vida da criançada durante todo o processo de aprendizagem, essa relação pode ser crucial logo no retorno das aulas. Já para que o vínculo professor-aluno seja criado, facilitando a adaptação, é necessário primeiro que os pais conversem com o educador, conheça suas estratégias e propostas pedagógicas, e demonstre para o filho a confiança e parceria que tem com o profissional.

 

“O ensino híbrido exigirá uma adaptação daqueles que estão iniciando a vida escolar e readaptação por parte daqueles que vivenciaram as aulas em 2020. Por isso, é preciso que todos deem as mãos para que a aprendizagem das crianças continue a ocorrer de maneira significativa e prazerosa”, conclui a pedagoga.

Parceiros

#FamíliaNeves

Ver mais
Colégio Neves