Marca Maxmeio

Espetáculo de dança revisita as histórias da humanidade

Os grupos de Dança Contemporânea e Balé Clássico do Colégio Nossa Senhora das Neves aceitaram o desafio de montar um espetáculo que pudesse representar passagens importantes da evolução humana. Foi aí que nasceu a produção autoral intitulada de “Da Roda ao Robô. Inventos e Criações da Humanidade”. A atividade também teve a participação de integrantes das ginásticas rítmica e aeróbica da escola.

Da invenção da roda, fogo, relógio e passando, também, pelos avanços tecnológicos e a guerra, os alunos elaboraram um roteiro que revisita grandes momentos e curiosidades da história da humanidade nos quais a dança se torna protagonista junto aos cerca de 150 estudantes participantes da encenação, que não segue a ordem cronológica das descobertas.

O resultado foi apresentado ontem (17), diante de um ginásio Madre Fidelis lotado. Na presença da comunidade escolar e de pais e responsáveis, os estudantes encenaram a produção. “Nossa ideia é trazer uma mensagem de que todo invento que o ser humano faz, deveria proporcionar o bem estar a todos, a paz e o amor”, conta a professora Suzi David de Sousa, responsável pela encenação.

Trabalhada em sala de aula, a Segunda Guerra Mundial foi o tema retratado na obra sob o contexto da bomba de Hiroshima e Nagasaki, provando que a dança também se torna um complemento no aprendizado dos alunos. “A dança contemporânea tem muito de transpor sentimentos, e a gente sentiu um pouco do que aquelas pessoas viveram. É bem legal isso para o nosso conhecimento enquanto aluno”, destaca a estudante Clara Medeiros, 8º ano do fundamental, que participou do espetáculo.

As apresentações do balé clássico também roubaram a cena durante o espetáculo. As bailarinas dançaram ao som de alguns ritmos clássicos, entre eles "Aquarela", de Toquinho. "Eu, como mãe, até chorei de emoção em vê-la feliz e apresentando um espetáculo tão lindo junto com as amigas", destaca a mãe de Sofia, o 3º ano do fundamental, Lara Aguiar.

Quem perdeu a apresentação de ontem, tem nova chance nesta sexta-feira (18). O último dia da encenação acontece hoje, também às 19h, no ginásio Madre Fidelis. A entrada é gratuita.