Colégio das Neves se destaca nos Jerns e atletas reconhecem apoio da torcida



Colégio das Neves se destaca nos Jerns e atletas reconhecem apoio da torcida

A 49ª Edição dos Jogos Escolares do Rio Grande do Norte (Jerns) chegou ao fim nesta segunda-feira (28). O Colégio das Neves finalizou a competição em 4º lugar na classificação geral. Entre os destaques da escola nos jogos, as modalidades de Basquete, Voleibol, Xadrez, Ginástica Artística e Ginástica Rítmica tiveram bom desempenho. Além disso, as atletas Alice Minora do Nado Artístico, Maria Alice do Basquete Infantil e o enxadrista Giovanni Brandão, receberam a titulação de atleta ouro.

Para Hosana Matias, coordenadora do Serviço de Educação Física (SEF), o resultado da escola foi satisfatório, especialmente entre os atletas, que valorizam bastante a competição estadual. “Eles dão muita importância à competição. Então muitas vezes se eles vencem uma competição nacional, mas se não vencem os Jerns, é como se faltasse algo”, explica.

A ginasta Natália Braga sabe bem o que é essa sensação. Ela já competiu em seis edições dos Jerns com a equipe de Ginástica Rítmica do Neves. Para ela, é sempre uma emoção diferente. “Cada ano é um sentimento novo. Aprendemos mais a confiar no outro e em nós mesmos, e isso faz muita diferença em nossa vida”, declara Natália que ainda enfatiza a importância da competição. “Os Jerns têm um peso muito grande, tanto pela tradição da escola, como também por competir em casa, com a torcida junto. Então, a responsabilidade para nós acaba sendo maior”, complementa.

Maria Alice competiu na equipe do Basquete Infantil Feminino, que conquistou o vice-campeonato este ano. Foi a segunda vez que ela participou dos jogos, e nesta edição, considera que a presença da torcida foi um motor a mais para o time. “Se não fosse a torcida eu acho que a gente não teria chegado onde chegou. Eles foram incríveis, nos seguiram em quase todos os jogos”, destaca. Sobre a importância do Jerns como atleta, ela é sucinta. “É bacana porque nos impulsiona muito a evoluir. Eu sinto que tanto eu quanto meu time evoluímos do ano passado pra cá, e isso é muito significativo”.