Projeto incentiva gentileza e paz na escola

Uma das ações será a produção do Painel da Paz, com mensagens de carinho aos alunos, funcionários e familiares da Escola Estadual Raul Brasil, da cidade de Suzano/SP



Projeto incentiva gentileza e paz na escola

Acreditando que “gentileza gera amor”, o Colégio Nossa Senhora das Neves, em Natal, prepara uma série de ações que fazem parte do projeto Gentileza gera Gentileza, que irá para a sua segunda edição este ano. O lançamento das atividades acontece na próxima sexta-feira (29).

 

Um dos pontos altos do evento é a produção do Painel da Paz com mensagens de amor e carinho direcionadas aos alunos, funcionários e familiares da Escola Estadual Raul Brasil, da cidade de Suzano/SP, que sofreu recentemente um ato de violência, afetando a vida e rotina de várias famílias. A ideia é fazer com que a gentileza compartilhada durante a programação que a escola está preparando também possa chegar até lá. Depois de preenchido pelas mensagens, o painel será entregue à escola de Suzano por representantes do projeto.

 

Após o lançamento, as ações do projeto pretendem se estender durante todo o semestre e envolver alunos, professores, funcionários e família. Entre as atividades programadas, estão a produção de um Varal da Gentileza, reflexões sobre a educação em valores humanos, atividades que possam refletir a gentileza em família, dentre outras.

 

A iniciativa é idealizada pelo Serviço de Psicologia Educacional do Neves, formado pelas psicólogas Nadja Medeiros, Magali Cabral e Sheila Salustino, especialistas em Psicologia Educacional, que atuam do Ensino Infantil ao Ensino Médio.

 

Para Nadja Medeiros, psicóloga da Educação Infantil, é importante que essa percepção de ser gentil comece no início da vida. “As crianças têm uma grande capacidade de aprender através de exemplos e tendem a se espelhar nos adultos. Se ensinamos isso para elas agora, com certeza a chance de que elas reproduzam isso ao longo da vida, é grande”, exemplifica.

 

Ações de gentileza e demonstração de afeto podem ser também ferramentas para a propagação da paz nas escolas. De acordo com Magali Cabral, psicóloga do Ensino Fundamental, as relações são mais saudáveis quando se compartilham gestos desse tipo. “Quando oportunizamos momentos para que as crianças possam falar e refletir sobre suas ações e sentimentos,estamos potencializando vivências cheias de afeto ao próximo, de escutas com carinho, de palavras que fazem bem”, explica.

Uma das preocupações que a escola precisa ter é em acompanhar os alunos no seu desenvolvimento pessoal e acadêmico. Sheila Salustino faz o acompanhamento psicológico no Ensino Médio, que geralmente é uma fase conflitante e de mudanças sociais. Para ela, trabalhar a expressão desses gestos pode contribuir e muito na vida dos adolescentes. "Com a propagação da gentileza nos ambientes sociais, seja na família ou escola, teremos a multiplicação de gestos e olhares para a identificação com a dor do outro", pontua.